ISSN 0718-8994 versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

Escopo e política

A Revista Chilena de Entomología (RCHE) é uma revista bilíngue (espanhol e inglês) com periodicidade trimestral aberta a todos, independentemente da condição de membro, publicada em versão eletrônica.

Os trabalhos publicados na RCHE estão sujeitos a avaliação por pares de especialistas em cada área.

Âmbito temático: As colaborações para a RCHE devem corresponder a pesquisas originais e inéditas sobre insetos, miriápodes e aracnídeos, em qualquer de suas especialidades, aspectos ou relações, com especial referência ao Chile ou à Região Neotropical.

Periodicidade: Trimestral, volume com quatro números, publicado em 31 de março, 30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro.

Forma e prepação de manuscritos

Diretrizes para autores

Os autores que desejam publicar seus trabalhos na RCHE devem seguir as instruções deste guia. Os manuscritos que não atenderem a esses requisitos serão devolvidos ao (s) autor (es) para fazer as alterações correspondentes.

Forma e preparação de manuscritos

A RCHE recebe e publica regularmente dois tipos de artigos: A. Artigos Originais e B. Notas Científicas, cujas definições são as seguintes:

A. Artigos Originais: Trabalhos inéditos baseados em resultados de pesquisas em qualquer área da Entomologia / Aracnologia. Para trabalhos taxonômicos, a seção de resultados pode ser substituída pela descrição, redescrição e revisão do táxon, enquanto a seção de discussão por notas ou comentários. Os manuscritos não devem ultrapassar 30 páginas de espaço e meio, incluindo figuras, tabelas e referências.

A estrutura incluirá os seguintes pontos: 1) Título em espanhol e inglês, centralizado e começando em maiúsculas / minúsculas, com nomes científicos em itálico. Sob o título, o (s) nome (s) do (s) autor (es) deve (m) ser indicado (s) em caixa alta / baixa, afiliação (local de trabalho, endereço postal e e-mail. Se houver vários autores, as respectivas instituições são referenciadas por números correlativos indicados como sobrescritos ao final de cada nome) e o autor correspondente deve ser indicado com um asterisco, 2) Resumo e palavras-chave em espanhol e inglês, 3) Introdução, 4) Materil e Métodos, 5) Resultados e Discussão (os dois últimos podem ser combinados), 6) Conclusão, 7) Agradecimentos e 8) Literatura Citada.

B. Notas científicas: Contribuições baseadas em aspectos de trabalhos experimentais ou pesquisas que apresentam uma nova abordagem metodológica ou correspondem a um progresso de pesquisa em andamento. Os manuscritos não devem ultrapassar oito páginas de espaço e meio, incluindo figuras, tabelas e referências. Devem ser curtos, diretos e ter poucas referências.

Não terá uma estrutura específica; No entanto, devem ser compostos por: Título abreviado em espanhol e inglês, centralizado e em maiúsculas / minúsculas, com os nomes científicos em itálico, nome do (s) autor (es), afiliação (local de trabalho, endereço postal e e-mail ) Se houver vários autores, as respectivas instituições são referenciadas por números correlativos indicados como sobrescritos ao final de cada nome), Resumo, Palavras-chave, Resumo e Palavras-chave, texto único com todas as informações, Agradecimentos e Literatura Citada.

Os artigos devem ser redigidos no formato Word.doc ou .docx, em folha tamanho carta, espaçamento [1,5], com fonte Linotype Palatino no tamanho 10, sem justificativa e sem recuo, margem de 2,5 cm por lado. A extensão mínima deve ser de 8 páginas no tamanho carta (Notas Científicas) e 30 páginas no tamanho carta (Artigos Originais), incluindo: gráficos, tabelas, ilustrações e demais seções decididas pelo autor. Deve-se evitar o uso de neologismos e abreviaturas que não sejam aceitas internacionalmente. Em notação numérica, os decimais devem ser separados por vírgulas (,) e os milhares por ponto (.). Os Itálicos devem ser usado para frases latinas; Palavras sublinhadas não serão aceitas.

Os artigos redigidos em espanhol ou inglês devem incluir um resumo nos dois idiomas, que deve refletir o conteúdo do trabalho, especificando os resultados e conclusões obtidos. Não incluirá referências bibliográficas. Quanto às palavras-chave, serão incluídas até no máximo cinco, separadas por ponto-e-vírgula e que não estejam presentes no título do trabalho; classifique-os em ordem alfabética.

Em ambos os casos, o título deve refletir o conteúdo da obra, ser claro e conciso. Os títulos que incluem nomes científicos devem levar o autor dos mesmos, com ano de descrição; A ordem e a família a que pertencem serão indicadas entre parênteses, separados por dois pontos. Os títulos das seções e subtítulos serão escritos em caixa alta / baixa. Os títulos das seções serão colocados no centro da página e os subtítulos, na margem esquerda.

A primeira vez que uma espécie ou subespécie é citada, deve ser feita com seu nome científico completo incluindo autor e ano.

Se você tiver alguma dúvida específica sobre como enviar um manuscrito, é recomendável consultar exemplos de artigos / notas recentemente publicados em www.biotaxa.org/rce.

Os trabalhos taxonômicos devem seguir as recomendações do International Code of Zoological Nomenclature 2000; as descrições de novos táxons devem incluir figuras adequadas para esse propósito.

As menções de autores no texto devem ser feitas apenas com inicial maiúscula, exemplo: Cepeda. O termo Bibliografia é reservado para os casos em que é feita uma compilação exaustiva sobre um determinado tema (por exemplo, resenhas).

Todas as obras citadas no texto devem aparecer na Literatura Citada e vice-versa.

Referências de artigos de periódicos:

Mondaca, J. e Ocampo, F. (2012) Revisão do gênero chileno Ptyophis (Scarabaeidae: Melolonthinae: Macrodactylini). Chilean Journal Entomology, 37: 47-60.

Referências de livros:

Lanfranco, D. e Ruiz, C. (2010) Forest Entomology in Chile. Edições da Universidade Austral do Chile. Valdivia, Chile. 486 pp.

As contribuições apareceram em livros publicados por terceiros: Jerez, V. (2005) Padrões de diversidade de Chrysomelidae (Insecta: Coleoptera) na Cordillera de la Costa do centro e sul do Chile. História, biodiversidade e ecologia das florestas costeiras do Chile. (ed. Smith-Ramírez, C., Armesto, J.J. & Valdovinos, C.), pp. 340-448. Editorial Universitaria, Chile.

Trabalhos de imprensa:

Neruda, P.A. (No prelo) Editorial. Conservação e diversidade de insetos.

Velásquez, J.R., López, F.C. e Romero, R.M. (No prelo) Neuroptera endêmico do deserto de Atacama, Chile. Gayana Zoology.

Referências a documentos na Internet:

Faúndez, E. e Carvajal, M. (2014) Um novo registro de planta hospedeira para Coleopterodes liliputianum (Signoret, 1864) (Hemiptera: Heteroptera: Tingidae), com comentários sobre sua distribuição no Chile. Acessado em 20 de maio de 2015. Disponível em: http://www.bbchile.com/pdfs/2014/9/05-Faundez-and-Carvajal-2014-9.pdf20.

Contribuições apareceram em anais de conferências ou simpósios:

Rejas, V.C. (1986) Estados imaturos de representantes da família Aeshnidae (Odonata) no sul do Peru. In: Anais e Trabalhos do XVII Congresso Latino-Americano de Entomologia, 1986, Arequipa, Peru. pp. 10-12.

Observe que os nomes científicos e o volume da revista estão destacados, os quais estão escritos em itálico. No caso de títulos que incluam nomes genéricos ou específicos, a Ordem e a Família a que pertencem devem estar entre parênteses, separados por dois pontos.

As citações bibliográficas no texto devem ser feitas citando o sobrenome do autor seguido do ano de publicação e entre parênteses. O sobrenome do autor e o ano entre parênteses também são aceitos. Exemplos: (Kuschel 1951), Prado (1987), (Frías et al. 1987), Grez et al. (2000). Vários trabalhos do mesmo autor publicados no mesmo ano devem ser distinguidos com uma letra minúscula (exemplo: Rojas 1981a, 1981b, 1981c); para citações de obras de dois autores, deve-se citar os sobrenomes de ambos (exemplo: Rojas e Cavada 1979); Artigos com mais de dois autores devem ser citados pelo sobrenome do primeiro autor seguido de et al.; várias obras citadas entre parênteses devem ser separadas por ponto e vírgula. Exemplos (Frías 1986; Toro e Rojas 1968; Grez et al. 1986; Rojas e Cavada 1979). Os nomes científicos levarão o sobrenome do descritor no Resumo e Abstract, sendo a primeira vez que for citado no texto; Apenas o ano de sua publicação será incluído (exemplo: Plectris talinay Mondaca, 2010). Os nomes vernáculos de animais e plantas ficarão entre parênteses ou aspas. Todas as palavras latinas devem estar em itálico. As citações na Internet devem respeitar as mesmas regras que para os impressos, porém, devem ser especificados o ano de publicação, o mês e o dia, caso também apareça a data da consulta.

Gráficos, diagramas, mapas, desenhos e fotografias levarão o nome de Figuras (abreviadas como Fig. ou Figs. no texto); O termo Tabela será usado para designar qualquer conjunto de dados apresentados de forma compacta.

Um título de página (título abreviado) de no máximo 80 caracteres devem ser indicado no final do manuscrito, incluindo espaços e sobrenome (s) do (s) autor (es) (exemplo: Guerrero et al.: Ação parasitária de himenópteros em Plutella xylostella (L.)).

As figuras devem apresentar boa qualidade e serem feitas de forma profissional. Os conjuntos de desenhos e fotografias devem ser organizados em folhas considerando o tamanho real da página. As figuras finais (após o processo de avaliação do manuscrito) devem ser enviadas em arquivo digital. Neste caso, as fotografias e figuras devem ser de excelente qualidade (mínimo 300 dpi), preferencialmente em formato “tiff” ou, alternativamente, em formato “jpg” e devem vir como imagens em arquivos separados. Para figuras compostas, indique as imagens com letras minúsculas correlativas e com sua respectiva explicação na legenda. Não serão aceitas imagens ou gráficos em Word ou Excel.

As figuras incluirão uma legenda curta, precisa e auto explicativa, e serão numeradas consecutivamente. Para sua elaboração, devem ser levadas em consideração as proporções da página impressa da revista. Figuras que excedam o tamanho da folha devem ser projetadas considerando a redução que o formato original sofrerá. Devem ser utilizadas escalas gráficas, as quais serão apresentadas por barras indicando a respectiva medida e unidade.

As legendas, explicações das figuras e tabelas devem ser apresentadas ao final do manuscrito em espanhol e inglês. O número de tabelas e figuras deve ser limitado ao mínimo necessário para a compreensão do texto.

Exemplo de legenda:

Figuras 1-4. Aegorninus delfini (Germain). 1. Vistas de edeago, ventral e lateral. 2. Esternito 8 da mulher. 3. Espermateca. Escala: 1 mm.

Os símbolos que representam unidades de medida não são abreviações e, portanto, não devem ser seguidos por um ponto (a menos que seja o ponto final de uma frase) (por exemplo, mm, cm, m, mg, g, kg, s, min, h).

Não deixe um espaço entre uma figura e o símbolo% ("20%", não "20 %"), mas entre uma figura e o símbolo "°C" ("18 °C", não "18°C "Ou" 18° C ").

No caso de dois autores, seus sobrenomes serão separados por "&" ou "e" para trabalhos em inglês, e com "y" para trabalhos em espanhol.

Envio manuscritos

Para enviar manuscritos, o autor correspondente deve obrigatoriamente se cadastrar como autor (es e / ou revisor) no portal www.biotaxa.org/rce (seguir as instruções de cadastro). Somente em casos excepcionais os manuscritos enviados por e-mail para: rev.chilena.ent@gmail.com serão recebidos.

No momento da submissão, os autores devem anexar uma carta enviada ao editor, indicando que todos os autores concordam com a publicação do artigo / nota na RCHE. Da mesma forma, o (s) autor (es) devem declarar que todos os dados apresentados no manuscrito são reais e autênticos, e que o artigo / nota não foi publicado anteriormente e que não é considerado para publicação em qualquer outro periódico, além de o artigo não infringe nenhum direito autoral ou de propriedade intelectual e não contém declarações ofensivas, difamatórias ou discriminatórias. Depois de recebido, o editor processará o manuscrito eletronicamente (avaliação) e, uma vez aceito, o autor deverá enviar a versão final (incluindo figuras originais digitalizadas em alta resolução). Somente para o processo de revisão serão aceitas figuras em baixa resolução inseridas em arquivo Word ou pdf.

O (s) autor (es) podem sugerir pelo menos dois assessores adequados para seus trabalhos, incluindo especialistas do exterior, detalhando seus endereços de e-mail e instituições a que pertencem. O Comitê Editorial indicará os pareceristas do manuscrito, que podem ser diferentes daqueles sugeridos pelos autores.

Valores da página

O RCHE é uma publicação gratuita (acesso e publicação) para membros e não membros da Sociedade Chilena de Entomologia (SCHE). Não há cobrança de envio e publicação de manuscritos.

[Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Sociedad Chilena de Entomología

Casilla 21132
Santiago (Moneda) - Chile
Tel.: (56-2) 2680 4636


rev.chilena.ent@gmail.com