SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.75 número3Leishmaniasis visceral subclínicaen 123 inpiduos de un cantón de la provincia Caranavi-La Paz: study in 123 inpiduals índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista chilena de pediatría

versión impresa ISSN 0370-4106

Resumen

RS CUNHA, María de Lourdes; AM LOPES, Carlos; MSS RUGOLO, Lígia  y  VAS CHALITA, Liciana. Significância clínica de estafilococos coagulase-negativa isolados de recém-nascidos. Rev. chil. pediatr. [online]. 2004, vol.75, n.3, pp.283-284. ISSN 0370-4106.  http://dx.doi.org/10.4067/S0370-41062004000300014.

Objetivo: Avaliar a significância clínica de estafilococos coagulase-negativa (ECN) isolados de processos infecciosos em recém-nascidos da Unidade Neonatal do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu. Método: As linhagens de ECN isoladas foram identificadas e classificadas em significativas e contaminantes com base em uma série de dados clínicos e laboratoriais obtidos dos prontuários dos pacientes internados na Unidade Neonatal. Foram pesquisados os dados referentes a fatores perinatais de risco para infecção, evolução clínica, alterações do hemograma e/ou positividade de proteína C reativa e antibioticoterapia. Resultados: Das 117 linhagens de ECN isoladas, 60 (51,3%) foram classificadas como significativas e 57 (48,7%) como contaminantes. Das 54 crianças com infecção por ECN, 43 (79,6%) eram prematuras e 27 (50,0%) com peso ao nascimento < 1 500 g. A maioria das crianças com infecção por ECN estavam submetidas a dois ou mais procedimentos invasivos (77,8%), incluindo o uso de cateter (88,9%), nutrição parenteral (64,8%) e ventilação mecânica (61,1%). OS. epidermidis foi a espécie mais frequentemente isolada (77,8%) e mais associada com infecção (86,7%) do que com contaminação (68,4%). Outras espécies de ECN, incluindo duas linhagens de S. haemolyticus, três linhagens de S. lugdunensis, uma linhagem de S. simulans, uma de S. warneri e uma linhagem de S. xylosus também foram isoladas de crianças com evidência clínica de pneumonia, enterocolite necrosante e sepse. Conclusão: A maioria dos recém-nascidos com infecção por ECN apresentou fatores predisponentes importantes para a instalação do processo infeccioso, incluindo o peso de nascimento < 1 500 g, a não remoção de corpo estranho e a antibioticoterapia prévia. A identificação de espécies de ECN constitui um marcador útil de infecção, visto que o S. epidermidis foi o agente etiológico mais frequentemente associado aos processos infecciosos

Palabras clave : recém-nascido; infecção; estafilococos coagulase-negativa; fatores de risco.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons