SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número2VALIDACIÓN DEL CUESTIONARIO DE APOYO SOCIAL FUNCIONAL EN PERSONAS SEROPOSITIVAS AL VIH DEL NOROESTE DE MEXICO índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Ciencia y enfermería

versión On-line ISSN 0717-9553

Resumen

OLIVEIRA SECCO, IARA APARECIDA DE  y  CARMO CRUZ ROBAZZI, MARIA LUCIA DO. ACIDENTES DE TRABALHO NA EQUIPE DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL DE ENSINO DO PARANÁ - BRASIL. Cienc. enferm. [online]. 2007, vol.13, n.2, pp.65-78. ISSN 0717-9553.  http://dx.doi.org/10.4067/S0717-95532007000200008.

Trata-se de estudo epidemiológico descritivo, de delineamento transversal, cujo objetivo foi analisar os aciden-tes de trabalho típicos (ATTs) registrados pelos trabalhadores de enfermagem segundo as variáveis relacionadas ao tempo, ao espaco e á pessoa e estimar indicadores de risco. Teve como campo um hospital de ensino da região norte do Paraná (HE) e a população constituiu-se do número medio anual de 634,5 profissionais de enfermagem. A coleta de dados deu-se por meio das 392 notificações de acidentes de trabalho do período de 1997 a 2002, entre Comunicações de Acidentes de Trabalho e Notificações de Acidentes de Trabalho com Material Biológico. Para a análise e discussão dos resultados foi preparado banco de dados com a utilização do Programa Epi-Info versão 6.04 C. Como resultados verificou-se que, dos 392 acidentes notificados, 89% (349) foram típicos (ATTs) e apresentaram o Coeficiente de Risco Medio Anual (CRMA) igual a 9,2 acidentes para cada 100 trabalhadores. Os mais acometidos foram os Técnicos/Auxiliares de Enfermagem, com 93,9% (328) dos casos e CRMA de 10,4. Os acidentes envolvendo exposição a materiais biológicos foram os mais presentes, com 64,2% (224) das ocorrências, conferindo CRMA de 5,9; atingiram, principalmente, as mãos dos trabalhadores no manuseio de perfurocortantes. Constatou-se a necessidade de implementação de ações preventivas, com a revisão dos processos de trabalho, implementação das atividades de educação permanente e especial atenção na prevenção de doenças ocupacionais graves como Síndrome da Imunodeficiéncia Adquirida e Hepatite B e C

Palabras clave : Acidentes de trabalho; risco ocupacional; enfermagem.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons