SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número3Efeito do estresse hídrico e térmico na germinação e no vigor de sementes de cenouraDoses de cálcio no crescimento do feijoeiro cultivado em solução nutritiva, na presença de alumínio índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Idesia (Arica)

versión On-line ISSN 0718-3429

Resumen

DE MENEZES SILVA, Paulo Eduardo et al. Fluorescência da clorofila-a e variação da simetria como ferramentas de investigação de plantas sob estresse. Idesia [online]. 2011, vol.29, n.3, pp.45-52. ISSN 0718-3429.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-34292011000300007.

Perturbações microambientais em diferentes sistemas e indivíduos podem resultar numa tendência para a assimetria flutuante, que consiste no desvio não direcional da simetria de uma estrutura bilateral normalmente distribuída numa população. Neste sentido, indivíduos incapazes de exibirem respostas plásticas aos distúrbios do desenvolvimento acontecidos ao acaso, seja de origem genética ou ambiental, podem exibir pequenos desvios de simetria em órgãos com estrutura bilateral, como as folhas. Dessa forma, analisar a escala morfológica de plantas via padrão de simetria das folhas, vem se tornando uma ferramenta eficaz para descrever a estabilidade do desenvolvimento de plantas sob condições de estresse. Assim, este estudo objetivou analisar o padrão de simetria bem como a fluorescência da clorofila-a em folíolos de Glycine max (L.) Merrill. (var. BRS 239) submetidos ao estresse por radiação ultravioleta. Determinou-se os desvios de simetria (ds), o comprimento médio (CML) e a largura máxima do limbo (LML) assim como os parâmetros de fluorescência da clorofila-a em folíolos de plantas jovens de G. max submetidas a 0, 30, 60, 120 ou 240 minutos semanais de radiação ultravioleta-C (UV-C) durante quatro semanas, submetendo os valores à análise de variância e ao teste de Tukey (p<0.05). Os resultados demonstraram reduções significativas em CML e LML, aumento significativo no ds nos folíolos irradiados, bem como queda no rendimento quântico potencial do fotossistema II (Fv/Fm) e no índice de performance (IP). As análises de simetria foliar demonstraram alta correlação com o nível de estresse aos quais as plantas foram submetidas, sendo uma importante análise para averiguar o fitness da planta por se tratar de uma metodologia não-invasiva e de fácil manipulação.

Palabras clave : desvio de simetria; fluorecência da clorofila-a; radiação ultravioleta-C..

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons