SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número25Educación en crisisAutoorganización del espacio y los tiempos educativos: Ensayo sobre la democracia escolar índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

MORAES, Maria Cândida. Complexidade e currículo: por urna nova relação. Polis [online]. 2010, vol.9, n.25, pp.289-311. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-65682010000100017.

Neste ensaio, advoga-se a necessidade de se repensar as questões curriculares a partir da teoría da complexidade, justificando a importância desse instrumento para evitar a visão positivista de currículo, que separa disciplinas, fragmenta objeto do conhecimento, a realidade e a vida. Para tanto, são trabalfiados os conceitos de currículo e de complexidade, reconhecida em seus aspectos ontológico, epistemológico e metodológico, bem como a importância da relação currículo/complexidade e alguns de seus possíveis desdobramentos em educação. Observa-se que a teorização complexa do currículo ajuda a repensá-lo a partir da pluralidade cultural, da unidade na diversidade, da capacidade de produzir coisas novas no processo a partir de processos emergentes. Para tanto, considera-se a intersubjetividade e multirreferêncialidade, reafirma-se a importância da alteridade, da luta pela afirmação das diferenças, bem como dos processos auto-eco-organizadores resultantes dos diálogos ocorrentes em sala de aula. O conhecimento interdisciplinar ou transdisciplinar decorrentes desta relação, em seus papéis for-mativo e elucidativo, são fundamentâis ao mobilizar os processos de interdependência, de mesticagem, de interfecundação e de religação de saberes. Assim compreendido, o currículo transforma-se no espaço da solidariedade epistêmica, da emergência e mudança de valores, diante da multiplicidade e heterogeneidade das experiências que requerem a superação da fragmentação disciplinar e a presenca do diálogo constante. Ao finalizar, a autora ressalta a importância de se desenvolver, através das práticas curriculares, a reforma do pensamento proposta por Edgar Morin, a partir da inteligência da complexidade, como condição fundamental para superação da fragmentação do conhecimento e o encontró de soluções compatíveis à magnitude dos problemas atualmente emergentes.

Palabras clave : complexidade; currículo; transdisciplinaridade.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons