SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número38Cine indígena: de objeto a sujeto de la producción cinematográfica en BrasilEducación comunitaria: una propuesta alternativa para los pueblos indígenas de Oaxaca - México índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

POZO MENARES, Gabriel. Como descolonizar o conhecimento? : O problema do conceito de interculturalidade. Reflexões sobre o caso Mapuche. Polis [online]. 2014, vol.13, n.38, pp.205-223. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-65682014000200010.

A palavra interculturalidade é usada em contextos de contato entre duas ou mais sociedades cujos valores/crenças/conhecimentos são considerados diferentes. No entanto, a partir de um ponto de vista crítico, é também entendida como uma expressão diplomática de intervenção no mundo indígena que não responde ou corrige a violação de direitos. Por esta e outras razões, é necessário ultrapassar as limitações de uma categoria que gera entusiasmo como validação. Com a recuperação de narrativas orais expressas pelo povo Mapuche em sua própria língua, pode-se obter uma variedade de ideias que se referem ao diálogo, respeito e aprendizado de duas ou mais línguas e culturas, por exemplo: azümngepeyüm ta epu rume zungun / quando se podem entender duas línguas e conhecimentos. Este artigo tem como objetivo propor conhecimentos Mapuche que aludem a esses encontros e conflitos com a sociedade dominante, promovendo assim um nivelamento no equilíbrio que historicamente tem estado inclinado para concepções ocidentais.

Palabras clave : interculturalidade; aculturação; descolonização; língua e sociedade Mapuche.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )