SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número45Karl Polanyi: pensamiento económico disidente y propuesta teóricaEl espacio para una nueva forma de pensar nuestra economía índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

LETELIER, Francisco; MICHELETTI, Stefano  y  VANHULST, Julien. Práticas instituintes no espaço vicinal: o bairro como um comum. Polis [online]. 2016, vol.15, n.45, pp.105-119. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-65682016000300006.

O presente artigo propõe uma reflexão a respeito das possibilidades de conceber o bairro como um “comum” (bem comum, espaço comum) através das práticas e ações coletivas que produzem a vida no bairro, e que simultaneamente instituem uma ordem política particular. Se sustenta que grande parte da produção deste espaço se faz fora do âmbito do mercado e da regulação pública centralizada, e que materializa-se por meio das práticas dos residentes. Estas podem expressar-se em atos quotidianos e de pequena escala, ou em ações de maior alcance e articulação que permitem falar de governança do território como algo comum. Num contexto em que a capacidade de cogestão ampliada está marginada pelos efeitos de uma modernização neoliberal e suas políticas urbanas, abrimos uma discussão sobre os bens comuns, o principio do comum e o lugar do bairro sob este marco conceitual. Também revisamos -como estudo de caso- uma experiência local em que, ao aumentar a escala de articulação vicinal, se consegue fortalecer as capacidades de ação coletiva, possibilitando-se com isso o inicio de um processo de governança ampliada.

Palabras clave : bairro; bem comum; reprodução social.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons