SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número45Lucha por la Tierra: Ruptura metabólica y reapropiación social de la naturalezaParadojas de la modernización del sistema universitario chileno índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

COSTA SILVA, Ricardo Gilson da. Agentes, processos e conflitos na gestão territorial no Estado de Rondônia (Brasil). Polis [online]. 2016, vol.15, n.45, pp.319-344. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-65682016000300016.

Uma das questões geográficas derivadas do processo de modernização da agropecuária na Amazônia reside na demanda por novas áreas rurais, que atende tanto a expansão do capital agrário e agroindustrial, quanto à necessidade dos camponeses expropriados. A conversão de novas áreas para a agropecuária se torna uma problemática geográfica central, na medida em que o uso do território se coloca como condição contraditória para a reprodução dos grupos/classes sociais envolvidos no processo. O artigo analisa a geografia que se configura na região do município de Porto Velho, localizada no norte do Estado de Rondônia (Brasil), onde o surgimento de frentes pioneiras resulta na ocupação de áreas públicas e, consequentemente, amplia-se a pressão sócio-territorial em Unidades de Conservação e Terras Indígenas. Assim, o ordenamento territorial efetivada no Zoneamento Socioeconômico e Ecológico de Rondônia sofre permanentes modificações, sendo confrontada pelos diversos agentes territoriais desejosos da construção de novos usos do território1.

Palabras clave : Rondônia; gestão do território; frentes pioneiras; geografia agrária.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons