SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número49Afecto y cuidado: pilar de la política social neoliberalEL nuevo movimiento de pobladores en Chile: el movimiento social desplazado índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

GALLARDO-PERALTA, Lorena; CORDOVA JORQUERA, Isabel; PINA MORAN, Marcelo  y  URRUTIA QUIROZ, Beatriz. Diferenças de gênero na saúde e qualidade de vida em idosos no norte do Chile. Polis [online]. 2018, vol.17, n.49, pp.153-175. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.4067/S0718-65682018000100153.

O envelhecimento é um processo individual e, portanto, particular para cada pessoa que avança além dos 60 anos, um dos principais critérios de diferenciação do processo de envelhecimento é o gênero. Nesta linha, o objetivo desta pesquisa é conhecer as diferenças de bem-estar, associadas às condições de dependência da saúde física e problemas de saúde e qualidade de vida, dependendo da variável gênero. É um estudo quantitativo e transacional, com uma amostra de 777 (488 mulheres e 289 homens) idosos que vivem no extremo norte do Chile. Os resultados diferem no processo de envelhecimento entre mulheres e homens. Em termos objetivos, os homens envelhecem melhor em sua saúde física e saúde mental e segurança econômica e, ao contrário, as mulheres obtêm melhores resultados nos aspectos subjetivos dos diferentes domínios da qualidade de vida. As aplicações práticas são discutidas a partir dos resultados.

Palabras clave : Envelhecimento; gênero; problemas de saúde; dependência; qualidade de vida.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )