SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número55Las emociones del comer cotidiano: mujeres entre el asco, la culpa y la vergüenza.La construcción del cuerpo del SIDA y sus estigmas índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Polis (Santiago)

versión On-line ISSN 0718-6568

Resumen

AMAO CENICEROS, Melina. Corpos impróprios se apropriando do espaço expropriado: as lutas das mulheres trans em Tijuana. Polis [online]. 2020, vol.19, n.55, pp.112-138. ISSN 0718-6568.  http://dx.doi.org/10.32735/s0718-6568/2020-n55-1445.

As cidades são habitadas por uma diversidade de sujeitos em cujos corpos estão inscritas experiências de vida diferenciadas, pois o corpo e o espaço são atravessados por múltiplos eixos de poder. O gênero é um desses eixos, pois opera como um sistema de classificação duplamente binário: o feminino / masculino e o normal / abjeto. Isso produz corpos periféricos e, portanto, quadros de significado que traçam os itinerários experienciais das mulheres trans à medida que são lidas como corpos transgressores da norma de gênero. Utilizando o grupo de discussão e o trabalho de campo experimental, este artigo recupera a experiência coletiva de profissionais do sexo trans em Tijuana (México) em defesa do seu direito à não-violência após numerosos casos de extorsão policial, problematizando a partir do corpo /das emoções sua vida urbana diária. Dentro dos resultados, é analisada a produção de espaços contra-públicos que ressignificam o público, o trans e o feminino.

Palabras clave : corpos transgressores; trabalho sexual; habitar; espaço contra-público; gênero.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )