SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3-4Toxocarosis en Chile: Serie clínica en un centro de pediatría ambulatoriaModification and adaptation in semi-defined media for cultivation of flagellate Tetratrichomonas didelphidis (Trichomonadidae trichomonadinae) from the Didelphis marsupialis índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Parasitología al día

versão impressa ISSN 0716-0720

Parasitol. día v.23 n.3-4 Santiago jul. 1999

http://dx.doi.org/10.4067/S0716-07201999000300009 

COMUNICACION

Comparação entre a técnica de Mc Master e do filtro de
Visser para a contagem de ovos de helmintos gastro
intestinais de equinos

MARCELO ABIDU1; RICHARD K. REINECKE2; FABIO G. MAIO3; LAERTE GRISI4 e
PAULA A. SCHIAVO5

COMPARISON BETWEEN THE MC MASTER AND VISSER FILTER
TECHNIQUES FOR COUNTING EGGS OF GASTRO INTESTINAL
HELMINTHS OF HORSES

Fifty horse faeces samples were analysed five times by each proposed technique. After being processed, the results showed that the Visser Filter is more indicated for the counting of eggs of horses' gastrointestinal helminths.
Key words: Equine, Visser Filter, Helminths.

1 Med. Vet. Prof. Assist. DBA-IB-UFRRJ.
2 Med. Vet. Prof. EméritoV da Univ. de Pretória. África do Sul.
3 Med Vet. Aluno de Pós- Graduação em Medicina Veterinária- UFRRJ.
4 Med. Vet. Prof. Titular. DPA-IB-UFRRJ.
5 Aluna de Graduação em Medicina Veterinária-UFRRJ.

INTRODUÇÃO

A contagem de ovos por grama de fezes (o.p.g) é uma prática laboratorial largamente empregada não apenas para verificar a sanidade do rebanho, relacionando o o.p.g com a carga parasitária, bem como muito utilizada na verificação da eficácia de produtos químicos com atividade anti-helmíntica, mediante a redução do número de o.p.g..1 Alguns métodos tem sido desenvolvidos ou mesmo aperfeiçoados no sentido de melhorar a detecção de ovos nas fezes e ao mesmo tempo tentar estabelecer melhor a carga parasitária dos planteis. Entretanto, a Técnica de Mc Master2 tem sido a mais aceita e utilizada na rotina laboratorial para o diagnóstico coproparasitológico em di erentes rebanhos, especialmente o de eqüinos. Uma boa técnica para ser empregada como rotina laboratorial, deve ser de baixo custo operacional, fácil execução, rapidez, e principalmente de alta sensibilidade na recuperação de ovos. A busca da técnica mais próxima da ideal tem sido motivo de indagação e mesmo de estímulo a criação de novas metodologias ou mesmo a modificação e o aprimoramento de técnicas já existentes visando cada vez mais a precisão no diagnóstico.

MATERIAL E METODOS

Foram coletadas individualmente com auxílio de sacos plásticos previamente identificados, diretamente da ampola retal, fezes de 50 trabalho, a técnica do Filtro de Visser, demonstrou alta sensibilidade na detecção de ovos. Em todas as amostra, mesmo naquelas com carga parasitária baixa, os valores numéricos refletidos, sempre foram os maiores para a Técnica do Filtro de Visser. Uma outra vantagem dessa Técnica, é que por se tratar de uma técnica de concentração de eqüinos adultos, mestiços de ambos os sexos. Esses animais apresentavam infecção natural helmíntica por nematóides estrongilídeos. As amostras de fezes foram acondicionadas em caixas isotérmicas com gelo e remetidas imediatamente ao laboratório. No laboratório as fezes foram homogenizadas e pesadas de tal modo que para cada animal, foram realizadas 5 repetições para as duas técnicas utilizadas. Após o processamento das amostras os resultados foram analisados estatisticamente.

RESULTADOS

Os resultados do experimento estão relacionados na Tabela 1.

 

Tabela 1. Valores comparativos del número de ovos por grama de
fezes (o.p.g) obtidos pela Técnica de Mc Master e Filtro de Visser
respectivamente

  Mc Master Visser
 
Número de Amostras 50 50
Número de Repetições 5 5
Número de Contagens Positivas (%) 94 98
x das Médias dos o.p.g 892 4.222

DISCUSSÃO

De acordo com os resultados encontrados na Tabela 1, podemos verificar que no experimento utilizando fezes de eqüinos, a Técnica de Mc Master2 apresentou valores numéricos baixos para o.p.g em relação aos observados para a técnica do filtro de Visser3, demonstrando baixa sensibilidade na detecção de ovos nas fezes4. A baixa sensibilidade da Técnica de Mc Master também foi evidenciada, quando comparada com a técnica de Stoll5. Os resultados dos autores supra-citados, contrastam com os resultados que relatam ser a Técnica de Mc Master provavelmente, o melhor método para determinar o número aproximado de ovos por grama de fezes.6 Outros autores7 comparando a Técnica de Mc Master com a Técnica de Centrífugo Flutuação, concluíram ser a primeira, a mais indicada como método quantitativo. No presente trabalho, a técnica do Filtro de Visser, demonstrou alta sensibilidade na detecção de ovos. Em todas as amostra, mesmo naquelas com carga parasitária baixa, os valores numéricos refletidos, sempre foram os maiores para a Técnica do Filtro de Visser. Uma outra vantagem dessa Técnica, é que por se tratar de uma técnica de concentração de ovos em água destilada, permite uma melhor visualização das culturas de ovos.

CONCLUSÃO

Diante dos resultados obtidos para o experimento delineado, podemos concluir que a técnica proposta apresentou resultados superiores quando comparados com a Técnica de Mc Master, principalmente no que diz respeito a sensibilidade e ao número de ovos recuperados por amostra coletada demonstrando ser uma técnica eficiente inclusive com o.p.g baixo, podendo ser mais uma técnica de utilização na rotina laboratorial para tentar estabelecer a carga parasitária in vivo em planteis eqüinos. Mais estudos devem ser realizados no sentido de criar ou mesmo modificar e aperfeiçoar técnicas já existentes para que possamos chegar a técnica mais próxima da ideal.

RESUMO

Foram analisadas fezes de 50 eqüinos adultos segundo cada técnica proposta. Para cada animal foram feitas 5 repetições de exames em ambas as técnicas. Após processadas, os resultados demonstraram que a técnica do Filtro de Visser é a mais indicada para a contagem de ovos de helmintos de eqüinos.

REFERÊNCIAS

1.- UENO H, GUTIERRES V C. Manual para diagnóstico das helmintoses de ruminantes. 1ª ed. JICA. 165 p. 1983.         [ Links ]

2.- WHITLOCK H V. Some modifications of the Mc Master helminth egg counting technique and appa-ratus. J Coun. Sci Indust. Res. 21: 177-180. 1948.         [ Links ]

3.- REINECKE R K, FIGUEIREDO M A, MATTOS JÚNIOR D G. Um método simples para o diagnóstico dos nematóides gastro-intestinais mais comuns de bezerros. In: XXII Cong Bras de Med Vet. Curitiba-PR. 1992.         [ Links ]

4.- ROSSANIGO C E, GRUNER L. Accuracy of two methods for counting eggs of sheep nematode parasite. Vet. Parasitol. 39: 115-121. 1991.         [ Links ]

5.- PINO L A, MORALES G, RODRIGUES E. Comparative study of the Stoll and Mc Master coproscopic techniques. Bol Dir Malariol San Amb 21(3/4): 192-195. 1981.         [ Links ]

6.- SIMON J, TODD K S, MEYER R C. Some diagnostic pathologic procedures for the equine practiotioner. Am J Vet Med Ass. 155: 1828-1830. 1969.         [ Links ]

7.- RODRIGUES M L A, SOUTO-MAIOR M P, ANJOS D H, OLIVEIRA M D L. Comparação entre as técnicas Mc Master e Centrífugo-Flutuação para contagem de ovos de helmintos intestinais de equinos. Rev Univ Rural Ser Cienc Da Vida. Vol 17(2): 101-102. Dez. 1997.         [ Links ]

 

 

 

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons