SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número3CARACTERIZACIÓN FÍSICA-QUÍMICA Y BIOLÓGICA DE ENMIENDAS ORGÁNICAS APLICADAS EN LA PRODUCCIÓN DE CULTIVOS EN REPÚBLICA DOMINICANA índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista de la ciencia del suelo y nutrición vegetal

versión On-line ISSN 0718-2791

R.C. Suelo Nutr. Veg. v.8 n.3 Temuco  2008

http://dx.doi.org/10.4067/S0718-27912008000300001 

 

RC.Suelo Nutr. Veg. 8 (3) 2008 (1-9) J. Soil Sc. Plant Nutr. 8 (3) 2008 (1-9)   

       

EFEITO DA ÉPOCA DE ADUBACÃO NITROGENADA EM COBERTURA NA PRODUCÃO E QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE ERVILHA (Pisum sativum L)

 

Timing efect of broadcast nitrogen fertilization on the producction and physiological quality of pea seeds (Pisum sativum L)

 

Nilton Carlos de Souza Romero1, Kuniko Iwamoto Haga2, Valdeci Orioli Júnior1, Eliana Duarte Cardoso2

'Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrarias e Veterinarias. Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n. CEP. 14.884-900 - Jaboticabal, São Paulo, Brasil. Correspondência: orioli.jr@hotmail.com 2Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Una Solteira, São Paulo, Brasil.


ABSTRACT

An important factor in crop production is the nutrient liberation matching the growth rates, so these combined effects together with plant development can reach the best results. In this work, the times of nitrogen application (topdressing) were tested in the rate of 120 kg ha-1 of N, applied at 20 (T20), 25 (T25), 30 (T30), 35 (T35) and 40 (T40) days after emergency in eight cultivars of pea {Pisum sativum L) (Maria, Kodama, Mikado, Flávia, Luiza, Amelia, Dileta and Marina). Here, the aim was to evaluate the effect of these treatments on yield and seed quality in Cerrado Region. After harvest, the seeds were submitted to the quality tests (germination tests, electric conductivity and emergency under field conditions). The results showed that the peas crops are not influenced by the N timing application. Amongst the eight cultivars studied, the best productivity were for Mariana, Mikado, Amelia, Maria and Flávia and the lowest yield was for Kodama cultivar. The cultivar Mikado showed the best results for the quality tests.

Key words: Pisum sativum L., nitrogen, times of application, seeds quality


RESUMO

Um fator importante na produção das culturas é a disponibilização do nutriente na época certa para que os efeitos no crescimento e desenvolvimento alcancem os melhores resultados. No presente trabalho, foram testadas as épocas de realização da adubação nitrogenada (120 kg ha-1), aplicada em cobertura aos 20 (T20), 25 (T25), 30 (T30), 35 (T35) e 40 (T40) dias após a emergência em oito cultivares de ervilha {Pisum sativum L) (María, Kodama, Mikado, Flávia, Luiza, Amelia, Dileta e Marina), objetivando avaliar seu efeito na produção de grãos e qualidade fisiológica das sementes em condições de cerrado. Após a colheita, as sementes foram submetidas ao teste de qualidade fisiológica (testes de germinação, condutividade elétrica e emergência em campo). A análise dos resultados de produção mostrou que, de modo geral, a ervilha não é influenciada pela época de realização da adubação nitrogenada em cobertura. Entre os oito cultivares estudados, os melhores resultados de produtividade foram dos cultivares Mariana, Mikado, Amelia, Maria e Flávia e a menor produção foi observada no cultivar Kodama. O cultivar Mikado mostrou os melhores resultados nos testes de qualidade fisiológica de sementé.

Palavras-chave: Pisum sativum L., nitrogênio, épocas de aplicação, qualidade de sementes


INTRODUCÃO

Na agricultura moderna, a sementé constitui-se num dos fatores primordiais para o sucesso ou fracasso da produção, pois nela estão contidas as potencialidades produtivas da planta. Muitos fatores afetam a qualidade das sementes, destacando-se, dentre eles, a adubação (Sá, 1994). Sabe-se que plantas adubadas de modo adequado e equilibradas apresentam condições de produzir maior quantidade de sementes, aliada á melhor qualidade, e que as mesmas poderão resistir mais fácilmente a adversidades que surjam no período de produção (Sá, 1994). Nesse contexto o nitrogênio tem papel importante, pois os seus efeitos variam com as condições ambientáis e o estadio de desenvolvimento da planta em que ocorre a aplicação do fertilizante (Carvalho e Nakagawa, 2000). No entanto, os trabalhos a respeito da influência da adubação nitrogenada sobre a qualidade fisiológica de sementes de leguminosas refletem em resultados contraditórios (Carvalho et al., 1998; Bassan et al., 2001; Crusciol et al, 2003). Dentre os nutrientes o nitrogênio é o mais exigido pela ervilha, sendo, de acordó com Furlani etal. (1978), que aproximadamente 40 kg de nitrogênio por tonelada de grãos são extraídos durante um ciclo da cultura. Para o suprimento dessa demanda do elemento o uso de estirpes de Rhizobium leguminosarum é prática comum, proporcionando eficiência comparável á adubação com 50 kg ha-1 de nitrogênio (Peres et al., 1989). Porém, o uso de inoculantes poderia garantir, na melhor das hipóteses, urna produção de apenas 1,25 t ha-1, o que enfatiza a importância da adubação nitrogenada complementar para sistemas de alta produtividade.

Em função de suas transformações no solo há muitas controversias e discussão com relação á época de aplicação do nitrogênio. Franca et al. (1994) relatam que o parcelamento indiscriminado do nitrogênio, sem levar em consideração fatores como produtividade esperada, demanda da cultura, textura do solo e outros, pode comprometer os efeitos da adubação.

O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da época da adubação nitrogenada em cobertura na produção de grãos e qualidade fisiológica das sementes em condições de cerrado em oito cultivares de ervilha.

 

MATERIAL E MÉTODOS

O experimento foi realizado na área experimental da Fazenda de Ensino e Pesquisa da Faculdade de Engenharia da UNESP, Campus de Una Solteira, localizada no municipio de Selvíria, Estado de Mato Grosso do Sul, nas coordenadas Geográficas 51°22' de Longitude Oeste e 20°22' de latitude Sul, com altitude de 335 metros. O solo é do tipo LATOSSOLO VERMELHO Distrófico típico argiloso (Embrapa, 2006). Os materiais biológicos utilizados foram os cultivares de ervilha grão seco Kodama, Flávia, Marina, Maria, Mikado, Luiza, Amelia e Dileta, cedidas pela Embrapa Hortalicas de Brasília-DF.

O preparo do solo da área foi realizado no mês de abril de 2004, e contou com urna aração seguida de duas gradagens para nivelamento. O experimento ocupou área de 408m2. Cada parcela ocupou 3,4m2, com cinco linhas, e espaçamento de 17 cm, com 90 plantas/m2. A semeadura foi realizada no dia 20/04/2004 e durante o desenvolvimento da cultura foram realizados os tratos culturáis fitossanitários normáis recomendados e irrigação semanal de aproximadamente 15 mm de lamina de agua aplicada, de acordó com a necessidade da cultura.

A adubação nitrogenada em cobertura foi realizada aos 20, 25, 30, 35 e 40 dias após a emêrgencia (T20, T25, T30, T35, T40). As épocas da adubação nitrogenada, combinada com os diferentes cultivares proporcionou 40 tratamentos, com três repetições, distribuidos em delineamento de blocos casualizados, em fatorial 8x2.

A colheita foi realizada manualmente com cerca 115 dias após a emêrgencia, deixando 0,5m de bordadura em cada extremidade das cinco linhas colhidas com área útil de 2,55 mVparcela.

A produção foi calculada a partir da massa de grãos colhidos por parcela.

A análise da qualidade fisiológica das sementes de ervilha grão seco dos oito cultivares constou de teste de germinação, realizado de acordó com Brasil (1992); de condutividade elétrica, segundo Marcos Filho et al. (1987) e emêrgencia em campo. Estes testes foram realizados em amostras referentes aos tratamentos que proporcionaram a maior e a menor produção para cada cultivar.

Os resultados obtidos em todos os testes foram submetidos á análise de variância pelo teste F e, quando significativo, as medias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade.

 

RESULTADOS E DISCUSSÃO

No Quadro 1 são apresentados os resultados da análise de varância e coeficiente devariação referente aos dados de produção. Observa-se que houve interação entre os cultivares e as épocas de aplicação de nitrogênio em cobertura, com probabilidade superior a 99% dos fatores estarem atuando conjuntamente, estando seu desdobramento descrito no Quadro 2.

 

Quadro 1. Valores do Teste F, DMS e coeficiente de variação da análise de variância referente á produção de sementes.

Table 1. Values of the Test F, DMS and coefficient of variation of the ANOVA regarding the seeds production.

 

 

 

 

Nota-se, na Figura I, que os cultivares Marina, Mikado, Amelia, Maria e Flávia apresentaram maiores produções medias, seguido dos cultivares Luiza e Dileta e também do cultivar Kodama, que foi o menos produtivo. Estes resultados se assemelham com os obtidos por Moreira et al. (2006), que observaram que os cultivares Marina, Mikado, Flávia, María, Amelia, Dileta também apresentaram melhores rendimentos em comparação com o cultivar Kodama em Ipameri (GO), com as respectivas produções, 1240, 1080, 1050, 910, 880, 720 e 390 kg ha-1. Tomm et al. (2003) também obtiveram produção semelhante com o cultivar Maria, que naquelas condições produziu 1435 kg ha-1, enquanto que no presente estudo, esta produziu 1266 ka ha-1.

Figura 1. Produção de grãos de oito cultivares de ervilha em condições de cerrado.

Figure 1. Grains production of eight pea cultivars in cerrado region.

Observa-se no Quadro 2, que as épocas de aplicação de nitrogênio influenciaram as produes dos cultivares Mikado, Amelia, María e Flávia, podendo-se inferir que adubações nitrogenadas realizadas até 30 dias após a emergencia das plantas (d.a.e.) possibilitam maiores rendimentos, coes mais tardías (35 e 40 d.a.e.). Isto provavelmente está relacionado com o ciclo vegetativo dos cultivares. O cultivar María, segundo Nascimento et al. (1988), apresenta ciclo vegetativo superior (100 - 105 dias) aos cultivares Amelia e Flávia (90 - 100 dias), o que possibilita melhor aproveitamento de nutrientes em aplicações tardías em relação aos outros cultivares.

Quadro 2. Produção de oito cultivares de ervilha submetidos a cinco épocas de aplicação de nitrogênio.

Table 2. Production of eight pea cultivars submitted to five times of nitrogen application.

 

Outros autores têm notado melhores resultados de produtividade com adubações entre os 20 e 30 d.a.e. em leguminosas. Soratto (2002), avaliando os efeitos do parcelamento de nitrogênio na cultura do feijoeiro irrigado em terras altas verificou que a aplicação em cobertura aos 22 d.a.e. proporcionou maior produtividade de grãos. De acordó com Rosolem (1987), o aproveitamento desse nutriente é maior quando aplicado em cobertura no máximo até 36 dias após a emergência das plantas.

Araújo et al. (1994) também verificaram que a adubação nitrogenada parcelada, em cobertura, ateos 30 d.a.e. é vantajosa para a cultura do feijão. Assim como Ambrosano et al. (1996) que avaliando a aplicaão de nitrogênio em cobertura no cultivo de feijão irrigado no invernó, constataram que a produtividade pode ser aumentada pela adicáo de nitrogênio, e que as doses únicas aplicadas em cobertura foram mais eficientes do que as aplicadas somente na semeadura, com melhor época de aplicção aos 25 d.a.e.

Vale ressaltar que a inoculação de sementes de ervilha muitas vezes não tem proporcionado beneficios na produo de grãos. MacKenzie etal. (2001) observaram que de um total de 22 experimentos apenas em 41 % a produção de graos foi influenciada pela inoculação de sementes. Essa ausencia de respostas á inoculação também foi observada por Ahmed et al. (2007). Da mesma maneira, a aplicação de N na semeadura da ervilha tem proporcionado resultados contrastantes. MacKenzie et al. (2001) observaram que em 24% dos experimentos (total de 22) a aplicação deste nutriente na semeadura da ervilha proporcionou aumento na produção de grãos, em 3%> houve reducção e no restante a aplicação de N foi indiferente. É importante considerar que as respostas á aplicação de N são dependentes do tipo de solo, histórico da área, teor de materia orgânica, textura do solo e, ainda, cultivares e clima. Por outro lado, a aplicação de N em cobertura, assim como para outras leguminosas, tem se mostrado eficiente para aumentar a produção de ervilha, como observado por Oliveira et al. (1968). Torna-se pertinente relembrar que os testes de germinação, condutividade elétrica e emergencia em campo foram realizados considerando os tratamentos que proporcionaram a maior e a menor produção de grãos, estando os resultados expostos no Quadro 3.

 

A análise dos resultados do teste germinação mostra que o cultivar Mikado apresenta maior potencial para produzir sementes sadias, independentemente do tratamento, com capacidade de gerar plantas normáis, em condições favoráveis a germinação. Outros cultivares, como o Dileta, Kodama, Flávia e Marina, também apresentaram bons resultados, com germinação media ácima de 80%, enquanto que os cultivares Amelia, Luiza e María apresentaram germinação media abaixo de 80%. Nascimento et al. (2007), avaliaram cinco lotes de sementes de ervilha do cultivar Mikado produzidas nos anos 2000, 2001, 2003 e 2004 e observaram que, em quatro dos cinco lotes, a germinação deste cultivar esteve ácima de 90%, o que corrobora os resultados aqui obtidos. Segundo Bragantini (1996), o teste de germinação é o método aplicado e recomendado para determinação da qualidade fisiológica da sementé, embora se reconheçam as suas limitações, pois as condições a que as sementes são submetidas para germinar são próximas as adequadas. Ainda no que tange os resultados de germinação, nota-se que para a maioria dos cultivares, as diferentes épocas de adubação nitrogenada não influenciaram o percentual germinativo das sementes, com exceo dos cultivares Marina, María e Flávia, neste caso, a aplicação aos 35 d.a.e favoreceu a germinacáo do cultivar Marina e aos 25 d.a.e., os cultivares Maria e Flávia. Ambrosano et al. (1999) e Carvalho et al. (2001) também não notaram efeito positivo de épocas de aplicação de nitrogênio sobre a germinação no feijoeiro cultivado no invernó. Assim como Crusciol etal. (2003), que em estudo no período "das aguas", também no observaram efeito significativo da aplicação de nitrogênio, tanto em semeadura quanto em cobertura, sobre a germinação, que apresentou valores ácima de 90%.

De acordó com os dados apresentados no Quadro 3 referentes a condutividade elétrica, pode-se observar não houve diferenças significativas dentro dos tratamentos que proporcionaram as maiores produções, porém, o cultivar Mikado se destaca com maior potencial de gerar sementes de melhor qualidade fisiológica, pois apresentou a menor condutividade elétrica, tanto na maior como na menor produção, podendo se inferir que este apresenta maior resistência á deteriorção e/ou rompimento de suas membranas, as quais conservam o conteúdo celular (Carvalho e Nakagawa, 2000). Também Crusciol etal. (2003) constataram não ter a variação temporal da aplicação de nitrogênio, influência sobre a condutividade elétrica de sementes, porém em estudo com sementes de feijão. Para ervilha, o teste de condutividade elétrica tem apresentado bons resultados, tanto que érecomendado como teste de vigor para a especie (Hampton e Tekrony, 1995). No entanto, é importante considerar que, Segundo Vieira etal. (1996), os resultados de vigor em sementes relativos ao teste de condutividade elétrica podem ser influenciados de forma significativa pelo fator genotipo/cultivar como é o caso de sementé de feijão.

No tocante a emergência em campo constata-se que os cultivares Mikado e María apresentaram resultados menos discrepantes quando consideradas a maior e a menor produção, e apresentaram, nas duas situações, valores ácima de 80%. Nascimento et al. (2007) também obteve bons resultados de emergência de plântulas do cultivar Mikado, sendo estes superiores a 75% em quatro dos cinco lotes avahados. Carvalho et al. (2001), estudando a influência do parcelamento de nitrogênio neste parâmetro, não verificaram consistência quanto aos efeitos sobre o vigor das sementes de feijão, avahado dentre outros meios, pela emergência de plântulas em campo. Ressalta-se que o teste de emergência em campo mostra a capacidade de formação de urna população inicial de plantas no campo e podem ser relacionados com a qualidade das sementes (Sá, 1994).

 

CONCLUSÕES

Nas condões em que o experimento foi conduzido, pode-se concluir que:

1.  Os cultivares Marina, Mikado, Amelia, María e Flávia são mais adaptados a região, apresentando produtividade superior aos demais;

2. De maneira geral, a produção de ervilha não é influenciada pela época da adubção nitrogenada em cobertura;

3.  O cultivar Mikado apresenta melhor qualidade de semente.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AHMED, R.; SOLAIMAN, A.R.M.; HALDER, N.K.; SIDDIKY, M.A.; ISLAM, M.S. 2007. Effect of inoculation methods of Rhizobium on yield attributes, yield and protein content in seed of pea. Journal of Soil and Nature 1 (3)30-35.        [ Links ]

AMBROSANO, E.J.; AMBROSANO, G.M.B.; WUTKE, E.B.; BULISANI, E.A.; MARTINS, A.L.M.; SILVEIRA, L.C.P. 1999. Efeitos da adubação nitrogenada e com micronutrientes na qualidade de sementes do feijoeiro cultivar I AC -Carioca. Bragantia 58 (2) 393-399.        [ Links ]

AMBROSANO, E.J.; WUTKE, E.B.; AMBROSANO, G.M.B.; BULISANI, E.A.; BORTOLETTO; MARTINS, A.L.M.; PEREIRA, J.C.V.N.A.; DE SORDI, G. 1996. Efeito do nitrogênio no cultivo de feijão irrigado no invernó. Scientia Agrícola 53 (2) 338-342.        [ Links ]

ARAÚJO, G.A.A.; VIEIRA, C; MIRANDA, G.V. 1994. Efeito da época de aplicação do adubo nitrogenado em cobertura sobre o rendimento do feijão, no período de outono-inverno. Revista Ceres 41 (236) 442-450.        [ Links ]

BRASIL. 1992. Ministerio da Agricultura e da Reforma Agraria. Regras para Análise de Sementes. Brasilia, SNDA/DNDV/CLAV.

BASSAN, D.A.Z.; ARF, O.; BUZETTI, S.; CARVALHO, M.A.C.; SANTOS, N.C.B.; SÁ, M.E. 2001. Inoculção de sementes e aplicação de nitrogênio e molibdênio na cultura do feijão de invernó: produção e qualidade fisiológica de sementes. Revista Brasileira de Sementes 23 (1) 76-83.        [ Links ]

BRAGANTINI, C. 1996. Produção de Sementes. In: ARAUJO, R. S.; RAVA, C. A.; STONE, L. F.; ZIMMERMANN, M. J. Cultura do feijoeiro comum no Brasil. POTAFOS, Piracicaba.        [ Links ]

CARVALHO, E.G.; ARF, O.; SÁ, M.E.; BUZETTI, S. 1998. Efeito de nitrogênio, molibdênio e inoculação das sementes em feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) na região de Selvíria, MS. II - qualidade fisiológica e desempenho das sementes em campo. Científica 26 (1/2)59-71.        [ Links ]

CARVALHO, M.A.C.; ARF, O.; SÁ, M.E.; BUZETTI, S.; SANTOS, N.C.B.; BASSAN, D.AZ. 2001. Produtividade e qualidade de sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) sob influência de parcelamento e fontes de nitrogênio. Revista Brasileira de Ciência do Solo 25 (3) 617-624.        [ Links ]

CARVALHO, N.M.; NAKAGAWA, J. 2000. Sementes: ciência, tecnología e produção. Jaboticabal: FUNEP, 588p.        [ Links ]

CRUSCIOL, C.A.C.; LIMA, E.V.; ANDREOTTI, M.; NAKAGAWA, J.; LEMOS, L.B.; MARUBAYASHI, O.N. 2003. Efeito do nitrogênio sobre a qualidade fisiológica, produtividade e características de sementes de feijâo. Revista Brasileira de Sementes 25 (1) 108-115.        [ Links ]

EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. 2006. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2.ed. Rio de Janeiro, 306p.        [ Links ]

FRANCA, G.E.; COELHO, A.M.; RESENDE, M.; BAHÍA FILHO, A.F.C. 1994. Parcelamento da adubac'5fá'5fo nitrogenada em cobertura na cultura do milho irrigado. In: EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo. Relató'5frio Té'5fcnico Anual do Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo: 1992-1993.SeteLagoas,p.28-29.        [ Links ]

FURLANI, A. M. C; FUKLANI, P. R.; BATAGLIA, O. C; HIKOCE, R.; GALLO, J. R.; BERNARDI, J. B.; FORNASIER, J. B.; CAMPOS, H. R. 1978. Composic'5fa'5fo mineral de diversas hortalic'5fas. Bragantia 37 (5).        [ Links ]

HAMPTON JG; TEKRONY DM. 1995. Handbook of vigor test methods. Zurich: The International Seed Testing Association. 3rd ed. 117p.        [ Links ]

MCKENZIE, R.H.; MIDDLETON, A.B.; SOLBERG, E.D.; DEMULDER, J.; FLORE, N.; CLAYTON, G.W.; BREMER, E. Response of pea to rhizobia inoculation and starter nitrogen in Alberta. Canadian Journal of Plant Science 81 637-643.        [ Links ]

MARCOS FILHO, J., CÍ'5fCERO, S.M., SILVA, N.R. 1987. Avaliac'5fa'5fo da qualidade das sementes. Piracicaba: FEALQ.

MOREIRA, F. M.; SILVA, I. A.; PEREIRA, J. A.; PEIXOTO, N.; BUENO, T. H. A.; FIRMINO, W. G.; MIGUEL JUNIOR, J. 2006. Avaliac'5fa'5fo de cultivares de ervilha para processamento. Horticultura Brasileira 24(4) 1152-1155.        [ Links ]

NASCIMENTO W. M.; FREITAS R. A.; GOMES E. M. L.; SOARES A. S. 2007. Metodología para o teste de envelhecimento acelerado em sementes de ervilha. Horticultura Brasileira 25 (2) 205-209.        [ Links ]

NASCIMENTO, W. M.; GIORDANO, L. B.; REIFSCHNEIDER, F. J. B. 1988. Ervilha - Novas cultivares para produção de grãos secos. Embrapa.        [ Links ]

OLIVEIRA, H.A.; MORAES, J.F.V.; PILCZER, M.M.; KALCKMANN, R.E; SILVA, J.G.C. 1968. Efeitos da aplicação de nitrogênio, fósforo, potássio e calcário na cultura da ervilha (Pisum sativuml L.) em Rosario do Sul, Rio Grande do Sul. Pesquisa Agropecuaria Brasileira 3 243-253.        [ Links ]

PERES, J. R. R.; SUHET, A. R.; VARGAS, M. A. T. 1989. Fixação de nitrogênio atmosférico pela ervilha em solos de cerrados. Informe Agropecuario 14 (158)19.        [ Links ]

ROSOLEM, C.A. Nutrição e adubação do feijoeiro. Piracicaba: Potafos, 1987. 93p. (Boletim Técnico, 8)        [ Links ]

SÁ, M.E. 1994. Importância da adubação na qualidade das sementes. In: SÁ, M.E.; BUZZETI, S. Importância da adubação na qualidade dos produtos agrícolas. São Paulo: ícone, p.65-98.        [ Links ]

SORATTO, R.P. 2002. Resposta do feijoeiro ao preparo do solo, manejo de agua e parcelamento da adubação nitrogenada. 72p. Dissertação (Mestrado em Agronomía)- Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira.        [ Links ]

TOMM, G. O.; SANTOS, H. P.; DONIDA, B.; PARABONI, L. G. 2003. Tutoramento de plantas de ervilha visando à produção de grãos secos. Passo Fundo: Embrapa Trigo. 12 p. (Embrapa Trigo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 13).        [ Links ]

VIEIRA, R.D.; PANOBIANCO, M.; LEMOS, L.B.; FORNASIERI FILHO, D. 1996. Efeito de genotipos de feijão e de soja sobre os resultados da condutividade elétrica de sementes. Revista Brasileira de Sementes 18 (2) 220-224.        [ Links ]

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons